Maimona. Luanda.
Background Illustrations provided by: http://edison.rutgers.edu/

Quantas vezes?

Pois é meninos…

Vou “arrebentar” o jogo aqui e agora. As meninas odeiam esta pergunta:

“Quantas vezes te vieste?”

Pelo amor de Deus. Se ficarem atentos, vão notar. Ou trememos um pouco mais, ou gritamos e dizemos que vos amamos, ou choramos, aceleramos o ritmo, arranhamos as vossas costas, o que for. Umas até avisam! Mas o acontecimento quase nunca passa despercebido. Se vocês não notarem nenhuma alteração, entendam, não nos viemos, tá? Isso acontece, meus amigos, há mulheres que nunca vão saber o que é um orgasmo. A vida é mesmo assim!

Sim. Porque quando vocês fazem essa pergunta sabem o que obrigam as raparigas a fazer? A mentir!

“Ai mor, nem contei…estava tão no momento que me deixei levar”

É men-ti-ra! A intenção da vossa pergunta, logo, da nossa resposta, é massajar o vosso ego, apenas isso. A culpa nem sempre é vossa. Às vezes é mesmo, mas nem sempre! Estejam descansados.

Que tal perguntarem “tens sede?”, “’bora tomar um duche?”. Juro-vos, cai bem melhor…

Namaste!